FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DA BAHIA

Notícias

CONFIANÇA DO COMÉRCIO ATINGE NOVO RECORDE DE BAIXA, APONTA CNC

Comércio
15 de maio de 2021

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), caiu para 87,2 pontos em abril, recuo de 8,2% em relação a março, mantendo-se pelo segundo mês consecutivo na zona negativa – abaixo de 100 pontos. Em relação ao mesmo período de 2014, o Icec recuou 25,1%, registrando retração pelo oitavo mês consecutivo.

 

O componente que sofreu a maior queda anual, 42 %, foi o que diz respeito às condições atuais do empresário do comércio, mais especificamente a avaliação deles em relação ao desempenho econômico do País, com queda de 60,9% no período. Nove em cada dez empresários do setor, ou 90,4% dos entrevistados, perceberam piora no ambiente econômico nacional.

 

O Icec registrou pessimismo entre os empresários com relação ao futuro da economia do País.  O item ficou pela primeira vez abaixo da zona negativa, 98,2 pontos, desde o início da série histórica, em março de 2011. “Em um ano em que o Produto Interno Bruto (PIB) deve registrar retração e as vendas do comércio caminham para o seu pior desempenho em 12 anos, as expectativas para os próximos meses vêm sendo seguidamente revistas para baixo pelos empresários”, afirma o economista da CNC Fabio Bentes.

 

O índice também aponta revisão na intenção dos empresários de promover novas contratações, investimentos e formação de estoques. As intenções de investimentos ficaram na zona negativa e registraram recuo, tanto em relação ao mês anterior (-6,5%), quanto ao mesmo período do ano passado (-19,8%). Na opinião de 28,3% dos empresários consultados, o nível atual de estoques já se encontra acima do adequado.