FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DA BAHIA

Notícias

Projeto Sonora Brasil do Sesc destaca presença da mulher na música brasileira

Sistema Comércio
14 de outubro de 2021
Projeto Sonora Brasil do Sesc destaca presença da mulher na música brasileira

De 20 a 23 de outubro, o Sesc apresenta o Sonora Brasil – projeto temático que tem como objetivo apresentar ao público um amplo cenário da produção musical brasileira e possibilitar a experiência do contato direto com as diversas manifestações culturais do país. Em formato online, o projeto terá apresentações inseridas nos temas “Líricas Femininas: a presença da mulher na música brasileira” e “A música dos Povos Originários do Brasil” em uma grande Mostra Nacional e Mostras Regionais, a exemplo da Mostra Bahia no tema das Líricas Femininas, que contemplará um recorte da produção musical contemporânea feita por mulheres no Estado, e cuja exibição será no canal Sesc Bahia no Youtube: www.youtube.com/SescBahiaOficial.

O tema Líricas Femininas: a presença da mulher na música brasileira pretende dar visibilidade a essa vasta produção que, tanto em volume como em qualidade, ainda não ocupa, de maneira equilibrada, os espaços consagrados à profissão. Ao tratar da presença da mulher na música brasileira, o Sonora Brasil aborda o viés sociológico da representatividade de gênero, dando enfoque à presença da mulher no desenvolvimento da música brasileira a partir da voz tratada metaforicamente em seu sentido artístico (ser a voz) e político (ter voz). A voz, elemento central de identificação de gênero na produção sonora, terá lugar de destaque. A expressão lírica, que no período medieval denominava uma modalidade poética, cantada e declamada ao som de instrumento acompanhador, será utilizada como ponto de intercessão entre as abordagens. Os programas deverão ser interpretados e compostos exclusivamente por obras de compositoras e letristas brasileiras, reunidos especialmente para o Sonora Brasil.

A programação da Mostra Bahia, que traz para o público a diversidade de ritmos e estilos, a riqueza e as vertentes que compõem a produção musical do território da Bahia, composta e executada por mulheres, inicia no dia 20/10, às 20h, com o “Canto às Yabás”, por Xandra Diáfana, que reverencia a força da ancestralidade afro-indígena, da mulher e da sua importância na cultura musical baiana e brasileira. Às 20h30, Ana Barroso apresenta “Repentina”, com música do sertão e ritmos da cultura de longa tradição nordestina que assenta suas bases no xote, coco, baião e suas variantes.

Na música instrumental de concerto, o recital “Início”, por Karen Silva, vem com repertório para violino solo, e “Teclas Tecendo Sons ao Sol”, por Aline Falcão, dá enfoque a música instrumental autoral feminina para piano. As duas apresentações acontecem no dia 21/10, às 20h e 20h30, respectivamente.

No dia 22/10, às 20h, tem “Reconsertão”, por Chica do Pandeiro e Marizélia, e às 20h30, “Samba Recôncavo”, por Marília Sodré, que comtemplam a obra de mulheres sambistas e compositoras que muito contribuíram com a construção da identidade e consolidação do samba de roda como patrimônio cultural imaterial da humanidade.

No encerramento do projeto, o grupo Líricas Baianas, que representa a Bahia na Mostra Nacional, traz um recorte do panorama da atual produção musical feminina da Bahia, com um repertório de composições autorais e releituras, instrumentais e canções, onde abordam assuntos contemporâneos entre a força e a sensibilidade da mulher, ancorados na ancestralidade feminina

e afroreligiosidade baiana. O grupo é composto por Alexandra Pessoa, Jana Vasconcellos, Irma Ferreira e Morgana Moreno, e se apresenta no dia 23/10, às 20h.