FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DA BAHIA

Notícias

Trabalho, conquistas e paixão pelo Sistema: um olhar sobre o primeiro ano de gestão do presidente Kelsor Fernandes

Sistema Comércio
28 de junho de 2023
Trabalho, conquistas e paixão pelo Sistema: um olhar sobre o primeiro ano de gestão do presidente Kelsor Fernandes

Há um ano, o empresário do setor de Serviços, Kelsor Fernandes, foi empossado como presidente do Sistema Fecomércio-BA. Com um pensamento visionário e a expertise de quem acompanhou de perto a entidade durante muitos anos, o novo dirigente assumiu a gestão comprometido com a transformação e o crescimento da instituição. Alicerçado em três pilares: credibilidade, sustentabilidade e representatividade, ao longo do seu primeiro ano de gestão, Fernandes impulsionou desafios, inovou, implementou diversas ações, desenvolveu projetos e iniciou uma nova era na história do Sistema Comércio.

FECOMÉRCIO-BA

Para que um trabalho seja bem desempenhado, ele precisa ter por trás uma equipe comprometida. Ciente disso, um dos primeiros objetivos da nova gestão foi mudar o clima organizacional, para que os colaboradores voltassem a vestir a camisa da entidade.

“Tivemos um ano de muita modificação, remontando boa parte da equipe executiva a fim de termos um time coeso e dedicado. Eu gosto de ressalvar isso, porque precisamos ter bons colaborados conosco, que comprem a nossa ideia e somem forças com a direção”, explicou o presidente Kelsor Fernandes.

“Com o rearranjo das atividades operacionais e uma estrutura organizacional um pouco mais reduzida, porém capacitada e comprometida, conseguimos alcançar outra meta importante, o controle das despesas, que contribuiu para a continuidade do plano de gestão”, detalha o superintendente da Fecomércio, Nelson Daiha Filho, que assumiu o cargo cerca de dez dias após a posse da nova diretoria.

Produtos e serviços

Paralelamente a isso, o início do mandato também foi marcado por um objetivo: incrementar as receitas da Federação. O principal desafio era encontrar uma solução que gerasse recursos e fosse tão representativa quanto era a contribuição sindical obrigatória, suspensa em 2017.

“Logo que chegamos, pensamos e começamos a desenvolver um portfólio de produtos e serviços. Esse projeto fará com que a Federação não somente preste serviços aos seus associados e sindicatos, mas também exerça sua efetiva representatividade perante ambos”, pontua Nelson Daiha Filho.

Daiha também destaca que o novo catálogo atrairá mais associados, pois encontrarão na entidade uma nova proposta, com produtos relevantes, substanciais, com preços competitivos, melhores e mais baixos do que os praticados no mercado.

Acerca desse portfólio que será lançado ainda este ano e estará integrado ao novo website da entidade, outra grande conquista desse primeiro ano de gestão, o presidente Kelsor Fernandes complementa: “Estamos criando um novo site e nele teremos uma espécie de marketplace para os empresários, com opções que vão desde a capacitação até ferramentas para o desenvolvimento dos negócios. O objetivo é dar oportunidade para que as empresas cresçam e prestem melhores serviços aos seus clientes”.

Para motivar ainda mais esse público, a Fecomércio-BA mudou seu estatuto, permitindo a associação de empresas diretamente à Federação. O que antes não era possível, pois precisavam estar, necessariamente, vinculadas aos sindicatos.

Além disso, o catálogo, associado a programas como o “Simdicato”, também servirá como uma mola propulsora para a valorização e o aperfeiçoamento das entidades sindicais. “Esse novo espaço fortalecerá os sindicatos empresariais filiados, pois forneceremos instrumentos para que eles possam, através desses parceiros, criar receitas próprias; isso é importantíssimo para ampliar a representatividade”, pontua Nelson Daiha.

Novas Câmaras

Outro feito importante, realizado ainda nesta primeira fase do plano de gestão, foi a expansão do leque de câmaras setoriais ligadas à Federação. Foram instaladas mais cinco. São elas: Relações de Consumo, Assuntos Trabalhistas, Serviços Imobiliários, Micro e Pequeno Empresário do Comércio e Empresário do Comércio do Interior.

Representação

Com foco no terceiro pilar da gestão, a Federação também reestruturou o seu setor de Relações Institucionais, para desenvolver um relacionamento mais efetivo, próximo e vigilante com os poderes públicos, principalmente na esfera do legislativo, fator que foi fundamental, por exemplo, na grande vitória obtida no processo contra os artigos 11 e 12 do Projeto de Lei de Conversão 09/23, que retirava 5% dos recursos do Sesc e Senac.

SESC

O olhar atencioso e preocupado da nova gestão também impactou diretamente o Sesc (Serviço Social do Comércio), o braço social do Sistema Fecomércio-BA que tem por missão contribuir para o bem-estar e qualidade de vida dos trabalhadores do setor terciário e suas famílias. O último ano foi marcado por importantes transformações que mudaram o direcionamento da instituição.

“O Sesc está sendo tocado de uma nova forma, com uma visão diferente, focado em atender melhor o seu público de um modo geral”, pontua o presidente Kelsor Fernandes.

Uma das primeiras mudanças foi a contratação do novo diretor regional em outubro passado, além de outras modificações no organograma da instituição e ajustes na estrutura funcional, trazendo novos profissionais e implementando áreas anteriormente inexistentes. “Agora, contamos com um setor de inovação, compliance e uma ouvidoria”, conta Marconi Sousa, diretor regional do Sesc.

Modernização das unidades  

Após essas mudanças na sua estrutura interna, o foco do Sesc está em suas unidades, com modernizações e retrofit primordiais para garantir um atendimento de qualidade numa instituição com mais de 75 anos de serviços prestados à sociedade.

Já no início do segundo semestre letivo deste ano, no interior o Sesc entregará a ampliação da unidade Sesc Ler Paulo Afonso, com equipamento completamente modernizado, um novo ginásio poliesportivo e mais espaços.

E a “cereja do bolo” desse aniversário de primeiro ano da atual Diretoria: a reinauguração do Teatro Sesc Casa do Comércio, no final de junho. “Esta reabertura é aguardada por produtores culturais, classe artística e população de Salvador. Após permanecer fechado por três anos, o espaço reabre, totalmente modernizado, ocupando o lugar de maior teatro, em funcionamento, na Bahia”, declara o presidente.

“Estamos entregando à sociedade um equipamento completamente modernizado. O melhor equipamento cultural do estado da Bahia, não o maior em espaço. Porém, o melhor em termos de sonorização, iluminação, conforto e acessibilidade. Tudo isso localizado no centro financeiro de Salvador”, diz o diretor Marconi Sousa, sobre a reabertura do Teatro Sesc Casa do Comércio.

O espaço contou com um investimento de cerca de R$ 15 milhões, terá uma área total de 3.606,05 m², contando com 521 cadeiras, 10 espaços para cadeirantes e equipamentos de última geração.

Outras unidades da capital também estão na lista de atualizações. Como é o caso do Restaurante do Comerciário, do bairro do Comércio, a escola Sesc Zilda Arns e a unidade do Mesa Brasil Sesc. Estas irão para espaços mais modernos e amplos. Ainda, nesta gestão, serão implementados dois novos consultórios odontológicos e inaugurada uma policlínica, a fim de fornecer um melhor atendimento à população comerciária.

Outro audacioso plano de reconstrução, capitaneado pelo Sesc, é o do emblemático Centro de Lazer e Turismo Sesc Piatã, que une clube social e meio de hospedagem e será totalmente requalificado.

“A unidade será completamente reconstruída, serão 10 novos módulos, entre hospedagem, equipamentos de lazer e esporte, restaurantes, piscinas, academia, entre outros. Tudo isso para oferecer à população comerciária um equipamento moderno e completamente novo”, conta Marconi Sousa.

SENAC

Este também foi um período de fortalecimento para o Senac, braço social do Sistema Fecomércio-BA voltado à capacitação profissional. A entidade obteve grandes conquistas em variadas frentes. “Foi um ano de reconhecimento, com uma avaliação muito positiva sobre o trabalho feito pelo Senac”, diz Marina Almeida, diretora da entidade.

Entre as principais realizações está a obtenção do selo de primeiro restaurante carbono neutro do Brasil adquirido pelo Restaurante Escola Senac Casa do Comércio. A certificação, emitida pela ONU – Organização das Nações Unidas, é um feito para a atual gestão, que tem o ESG – Environmental, Social and Governance – como um de seus pilares.

“Temos uma grande preocupação com a sustentabilidade e a ecologia. O presidente Kelsor é um entusiasta dessa questão. Por isso, sermos reconhecidos como o primeiro Restaurante Escola a receber o selo é muito importante, até porque, atualmente, é um desafio aplicar projetos efetivos voltados para a redução da emissão de carbono”, declarou Marina.

A diretora do Senac ainda revela que este é só o começo, o próximo passo é também aplicar o mesmo procedimento no restaurante escola do Pelourinho.

Interiorização

O Senac também foi destaque na expansão das suas unidades, com a ampliação do núcleo de Santo Antônio de Jesus e a inauguração de um novo Centro de Educação Profissional, em Irecê.

“Com isso, o Senac está levando para essas cidades unidades com equipamentos de ponta, em que os alunos poderão ter contato com laboratórios e salas de aulas com uma infraestrutura moderna e completa. Só neste ano já conseguimos atender a 80 mil pessoas e, agora, nossa expectativa é chegar a 100 mil”, acrescenta a diretora.

Além disso, o presidente Kelsor Fernandes reforça que este ano a entidade também realizou a manutenção de unidades, modernização de prédios, atualização de tecnologias nas salas de aula, assim como investiu em novos recursos para a capacitação. “Nós temos ampliado nossa gama de cursos e convênios para capacitar jovens para atuar no mercado, com a garantia de que eles sairão preparados para realizar um bom trabalho”, pontua Kelsor Fernandes.

Escola Inovadora

Na capital, este ano ainda marcou a aquisição do terreno de outro grande projeto desta gestão, a Escola Inovadora do Senac, unidade que promete ser referência de educação para o país nas áreas de Saúde, Games, Tecnologia da Informação, Gastronomia, Design e Moda.

Um ano de dedicação ao Sistema

Como demonstrado, este primeiro ano de gestão do presidente Kelsor Fernandes já proporcionou grandes e importantes mudanças. Ações que já permitiram ao dirigente consolidar a sua marca, com um mandato baseado no trabalho e na dedicação ao Sistema.

“A marca que eu venho deixando é a dedicação, a paixão, uma gestão feita com amor mesmo, além de uma atenção aos empresários do comércio de bens, serviços e turismo. Eu tenho me dedicado profundamente na defesa dos problemas do setor”, diz Kelsor Fernandes.

O superintende da Fecomércio-BA, Nelson Daiha Filho, ainda reforça “Esse primeiro ano foi muito positivo. O presidente realmente veste a camisa da entidade e sente ela como algo que é, de fato, importantíssimo para a sociedade baiana”, diz.

Comunicação

Para consolidar todas essas mudanças e apresentar essa nova “cara” do Sistema, a instituição está desenvolvendo um novo vídeo institucional, uma versão atualizada, que expresse a sua grandeza e importância para a Bahia e o Brasil. “Será um vídeo inovador que irá mostrar ao público a abrangência do Sesc, Senac e da Federação”, diz o presidente Kelsor Fernandes.

Futuro

Esta foi apenas a primeira etapa de uma gestão que ainda promete grandes transformações e muito trabalho para as três casas. Novos projetos, modernizações, inaugurações, fortalecimento dos sindicatos, investimento em sustentabilidade e interiorização são pautas que permanecerão fortes ao longo dos próximos três anos.

O presidente Kelsor Fernandes já antecipa: “este ano ainda teremos o Fórum do Comércio, no final de agosto, com oportunidades de capacitação, negócios e foco em inovação. Também temos grandes planos de interiorização para Alagoinhas, Vitória da Conquista, Jequié, Camaçari, Itabuna, Juazeiro, Barreiras e Seabra. Além disso, a entrega da Escola Inovadora do Senac e a renovação total da unidade Sesc de Piatã são projetos que vão marcar esta nova fase do Sistema na nossa capital”.

No âmbito da Fecomércio, a promessa é que o clima organizacional permaneça positivo, que haja mais ações para atrair novos associados e projetos que incentivem a autossustentabilidade dos sindicatos. “Teremos muitas tarefas para, ao longo destes próximos três anos, desenvolvermos um trabalho sério e comprometido. Tratando as três casas que formam o Sistema como uma família, para transformarmos o Sistema Fecomércio-BA, como um todo, em uma entidade representativa e digna de aplausos na nossa sociedade”, conclui o presidente Kelsor Gonçalves Fernandes.